O melhor Sabor da cozinha brasileira!

Saturday, 24 September 2016

Embraer realiza primeiro teste de fadiga estrutural no E195-E2


Foto - Embraer/Divulgação

A primeira fuselagem E195-E2 foi transferida da unidade de montagem principal da Embraer em Faria Lima, para Eugênio de Melo, em São José dos Campos no dia 22 de setembro. A fuselagem e as asas serão submetidas aos ensaios de fadiga, que fazem parte do processo de certificação para o E190-E2 e E195-E2.

O avião de testes estáticos é composto de uma fuselagem do E195-E2, a maior versão do E-Jet E2, e as asas do E190-E2. Os ensaios de fadiga terrestres simulam o estresse estrutural produzido por todas as fases de voo, incluindo a decolagem, o pouso e a faze de cruzeiro, em uma quantidade de tempo suficiente para obter um resultado sobre a vida útil da aeronave.

Um total de 240 mil voos serão simulados durante o período de testes em solo, três vezes maior do que o número de voos da vida típica de uma aeronave E-Jet.

O E195-E2 é a maior opção da Embraer para a família E-Jet, através das atualizações que a aeronave recebeu em sua segunda versão, ela será capaz de transportar até 144 passageiros em configuração de alta densidade, além de ter a autonomia incrementada e ser propulsionado pelo motor Pratt & Whitney Pure Power, o mesmo que equipa as três unidades do E190-E2 existentes até o momento, porém com um adicional de potência para o maior peso de decolagem do E195-E2.

A Embraer mantém a previsão de realizar o primeiro voo do E195-E2 no primeiro semestre de 2017, com as entregas iniciando em 2019.